Buscar
  • Lab Fashion

Como fica a visão sobre moda em um mundo pós pandemia?


Quando algo tão grande - como uma pandemia por exemplo - acontece, é de se esperar que mesmo as áreas que não estão relacionadas com o acontecido sejam atingidas de diversas formas possíveis, e nessa pandemia não foi diferente, além de todos os problemas envolvendo saúde pública, diversas áreas foram afetadas, e a moda claramente foi uma delas.


Quando pensamos em moda precisamos pensar em consumo, e nessa pandemia o hábito de consumo sofreu uma grande mudança por alguns motivos pontuais: necessidade, gastos e valorização.

Pelo fato de termos passado meses em casa, a necessidade de se arrumar virou pura vontade, enquanto uns passavam o dia de pijama, outros não conseguiam produzir sem se sentir minimamente arrumado e isso é uma prova do quanto nem sempre (quase nunca) precisamos ter um armário cheio de roupas, que muitas vezes nunca foram usadas e fazem parte dele pelo simples hábito de comprar e consumir.


Além disso, houveram diversos questionamentos sobre o quanto compramos de marcas caríssimas enquanto temos acesso a roupas de segunda mão em ótimas qualidades, acesso a marcas transparentes e sustentáveis com valores, muitas vezes, justos. Numa época de pandemia global, todos os nossos valores foram reavaliados, e será mesmo que você precisa gastar tanto com marcas de fast fashion?


Mas como sempre podemos tirar notícias boas de momentos ruins, ficar em casa nos mostrou como a moda está completamente envolvida com a nossa autoestima, e o quanto a nossa autoestima pode definir o nosso humor, comportamento e posições diárias... ninguém precisava se arrumar completamente para uma reunião por chamada de vídeo, mas ver o quanto diversas pessoas, de diferentes gostos e preocupações, perceberam o quanto a moda é parte do dia a dia comum, e que para muitas pessoas, o ato de vestir vai além de proteção e temperatura corporal, e é uma decisão de como encarar o dia e se expressar para os outros.


A pandemia não está sendo fácil, e se tornou quase impossível enxergar aspectos bons de um momento tão turbulento, mas talvez precisávamos de meses em casa para refletir sobre consumo, moda e o quanto nos deixamos levar pelo comum, e nem sempre pelo ideal. A dica é: não abandone essas mudanças, reflita sobre seus hábitos de compra e passe a viver uma moda cada dia mais correta.

6 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo